Caçadas de Pedrinho e a APEOESP

O parecer do Conselho Nacional de Educação, CNE, sobre a proibição do livro Caçadas de Pedrinho continua a render novos capítulos.

Esta semana a APEOESP, Sindicato que representa os professores da rede estadual de São Paulo, no blog de sua Presidente, Izabel Noronha um artigo em que pede a todos que assinem moção de apoio ao Parecer.

Ao que parece a entidade mais uma vez quer causar espanto e confusão entre seus associados. Ao citar o parecer a APEOESP afirma que o mesmo não é contrário à distribuição da obra Caçadas de Pedrinho.

Bons trabalhos acadêmicos há anos já tratam do viés de Lobato em relação aos negros.

A APEOESP ao defender o parecer, que foi criticado pelo Ministro Haddad e por diversas entidades e acadêmicos, parece ter tido uma interpretação própria da primeira versão do texto, comentado na edição anterior do Expresso

O texto do parecer fazia sim menção para que a obra não fosse mais encaminhada.

O MEC tem um programa que envia livros para as Salas de Leitura O espanto vem por ser uma entidade que diz representar o professor. Faltou razoabilidade e imparcialidade.

Até porque a própria entidade tem a sua Presidenta como membro do CNE. Até o final do mês devemos ter novos posicionamentos, sendo defendida alteração do parecer para que nas novas edições do livro traga-se menção nas primeiras páginas que alerte sobre o posicionamento do autor perante a questão étnica.

Talvez falte interpretação e entendimento de texto por parte de alguns membros do Conselho Nacional de Educação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s