Literatura censurada

Nem bem a censura sobre Lobato foi apagada da memória das pessoas uma nova censura aparece. Desta vez o alvo foi Ignácio de Loyola Brandão e o seu conto Obscenidades para uma Dona de Casa que figura na obra Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século  organizado por Italo Moriconi.

O Conto foi considerado impróprio para ser lido por jovens alunos da rede pública. A obra faz parte do Programa  Apoio ao Saber que entrega 3 livros por ano aos alunos da Rede Estadual de Ensino de São Paulo. Foram adquiridos 18 mil exemplares  do tíyulo pelo Governo Estadual.

Quézia Bombonatto, Presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia citou que o maior problema está na impossibilidade de se trabalhar adequadamente o texto que ela classificou como erótico, em matéria  veiculada pelo Jornal O Estado de S. Paulo de 19 de novembro de 2010. Novamente o Professor vira o vilão na história.

O veto é razão de uma ação movida pelo Deputado Celso Russomano e acatada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Cabe recurso.

Em uma leitura criteriosa da obra encontra-se outros textos que poderiam ter sido igualmente alvos. Como está na moda censurar o autores de prestígio publicados no meio impresso, os contos Negrinha (novamente Lobato); Nova Califórnia de Lima Barreto, O homem nu de Sabino; O japonês de olhos redondos de Zulmira Ribeiro Tavares, só para citar alguns exemplos seriam alvo de restrição por focarem temas relacionados a etnia, erotismo e ética social.

Ignácio de Loyola questionou se Russomano iria conseguir proibir o erotismo na internet e outros meios de comunicação e nos bailes funk.

Textos que usam linguagem coloquial, temas do cotidiano e opiniões diversas ligadas à uma época parece não agradar certos críticos. Autores como Jorge Amado e Nelson Rodrigues figuram em diversos acervos e bibliotecas escolares e nunca foram alvo de censura.

Resta saber até onde a Justiça irá se dedicar a assuntos educacionais sem pareceres realistas ao invés de trabalhar em questões mais sérias e urgentes como a morosidade extrema dos processos nas diversas Varas e Fóruns.

Será Ana Terra de Érico Verissimo a próxima a ser vetada?

Link: Expresso Educacional Edição de 05/12/2010

 

 

Anúncios

Uma resposta para “Literatura censurada

  1. Parece uma palhaçada censurar certos livros, quando não se sabe analisar adequadamente a importância desses temas nas aulas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s