Galeria

O Nascer de um Projeto Político Pedagógico

O nascer de um projeto político pedagógico – PPP. Mais que um registro é um documento vivo o PPP.  A EMEF Paulo Patarra o está escrevendo e colocando todo o Projeto no ar. Na página da internet da Escola o PPP permeia por diversos projetos e ações registradas.

Abaixo um extrato do mesmo também disponível na página da Escola

 

INTRODUÇÃO 

A importância do projeto político-pedagógico está no fato de que ele passa a ser uma direção, um rumo para as ações da escola. É uma ação intencional que deve ser definida coletivamente, com consequente compromisso coletivo.                                               Betini. 

Escola antes da reforma de remodelação e acessibilidade

 A construção do Projeto Político-Pedagógico (PPP) da EMEF Jardim Mitsutani I – Jornalista Paulo Patarra baseia-se não apenas por uma exigência normativa, mas acima de tudo pela grande relevância da importância do registro da uma grande empreitada com uma aplicação direta de suas ações.

Temos por princípio a ampla abertura na discussão diante da diversidade dos grupos que atendemos. São diferentes contextos, pessoas, vivências, divergências. Temos ao longo do processo educacional inúmeras filosofias, ideologias, concepções, reinvindicações, negligências, conquistas, ou seja, acertos e erros.

Toda a Cultura Escolar é trazida a tona sendo necessária uma grande racionalização e também o respeito pelo lado emocional das inúmeras ações que atingem cada ser humano.

Entendemos a necessidade da estrutura física, mas sabemos que isso não define uma escola. Precisamos de inúmeros recursos materiais, inclusive para se “escrever” este PPP, mas também não é esta a essência de uma Unidade Escolar (U.E.).

Entendemos que o principal cenário de uma escola é estabelecido pelo elenco principal: Alunos e Professores.

Os demais envolvidos não são meros espectadores, mas sim Agentes que devem assegurar toda essa magnitude interagindo com definições teóricas. Seja definido como a relação ensino-aprendizagem, a dialética, o construtivismo, a escola precisa ser (re)conhecida como o local aonde se aprende, no seu mais amplo conceito.

De acordo com Betini, “o projeto político-pedagógico mostra a visão macro do que a instituição escola pretende ou idealiza fazer, seus objetivos, metas e estratégias permanentes, tanto no que se refere às suas atividades pedagógicas, como às funções administrativas. Portanto, o projeto político-pedagógico faz parte do planejamento e da gestão escolar. A questão principal do planejamento é então, expressar a capacidade de se transferir o planejado para a ação. Assim sendo, compete ao projeto político-pedagógico a operacionalização do planejamento escolar, em um movimento constante de reflexão-ação- reflexão.”

A articulação entre o projeto político-pedagógico, o acompanhamento das ações, a avaliação e utilização dos resultados, com a participação e envolvimento das pessoas, o coletivo da escola, pode levá-la a ser eficiente e eficaz. Daí a notória ênfase dada pelos mecanismos legais à escola democrática. Conforme Veiga o PPP “É também um instrumento que identifica a escola como uma instituição social, voltada para a educação, portanto, com objetivos específicos para esse fim.”

Ao construirmos nosso Projeto Político-Pedagógico levamos em conta a realidade que circunda a Escola e as famílias de nossos alunos, pois, certamente, a realidade social dos alunos afeta a sua vida escolar, e os dados levantados devem contribuir para orientar todo o organismo escolar para os fins de tratar tais indícios com a devida relevância, transformando-os em currículo, objeto de planejamento e potencial de aprendizagem.

Por se tratar de uma escola nova na região, fruto de árdua reinvindicação da comunidade da COHAB Monet, se fez necessário tanto uma pesquisa inicial em 2009 com dados simples quanto à identificação dos alunos e seus familiares, como também de um trabalho de entrevistas com moradores e funcionários em 2010 que culminou em um vídeo (DVD) para a Mostra Cultural deste mesmo ano. Também foi importante abordarmos alguns conhecimentos sobre o patrono da escola, o jornalista Paulo Patarra, na tentativa de buscarmos alguma identificação com o nosso cenário educacional.

AS BASES LEGAIS

 A LDB (Lei nº 9394/96), em seu art.12 & I, art. 13 & I e no art. 14 & I e II, estabelece orientação legal de confiar à escola a responsabilidade de elaborar, executar e avaliar seu projeto pedagógico. A legislação define normas de gestão democrática do ensino público na educação básica, de acordo com suas peculiaridades e conforme os seguintes princípios estabelecidos pelo art.14:

I. participação dos profissionais de educação na elaboração do projeto pedagógico da escola;

II. participação das comunidades escolar e local em conselhos escolares  equivalentes

A participação dos professores e especialistas na elaboração do  projeto-pedagógico promove uma dimensão democrática na escola e nessa perspectiva, as decisões não centralizadas no Gestor cedem lugar a um processo de fortalecimento da função social e dialética da escola por meio de um trabalho coletivo entre todos os segmentos participantes e a comunidade escolar.

Com o objetivo de destacar a descentralização da gestão educacional e o fortalecimento da autonomia da escola e garantir a participação da sociedade na gestão criou-se o Conselho Escolar constituído desde 2008 nesta U.E. com base na LDB 9394/96 e na Lei Orgânica Municipal de acordo com a Portaria nº 2.565, de 12 de junho de 2008, garantida a participação dos representantes da comunidade. O Conselho Escolar tem peso de decisão enquanto órgão máximo da instituição, de caráter deliberativo, consultivo e normativo no referente a quaisquer assuntos relacionados à escola.

A autonomia na escola é o resultado da confluência de vários interesses, onde se confrontam diferentes detentores de influência tanto interna quanto externa, sendo, portanto uma construção político-social, e sendo assim um meio de a escola concretizar em melhores condições nossas intencionalidades. Tanto quanto o Conselho Escolar, o Conselho de Classe é uma instância criada para garantir a representatividade, a legitimidade e a continuidade das ações educativas.

A escola em seu dia-a-dia é um espaço de inúmeras e diversificadas práticas que estão em permanente processo de construção e reconstrução. As práticas da gestão fazem parte da vida da escola contribuindo para o desenvolvimento democrático e a participação, por isso prioriza em sua organização interna encontros bimestrais para a execução de seus Conselhos de Classe e as decisões tomadas são partilhadas com o Conselho Escolar, os pais e com cada aluno respectivamente.

Com isso, procura garantir a participação direta de todos os professores que atuam na turma que será analisada, além de buscar a organização de forma disciplinar, estabelecendo uma “rede de relações”, isto é o professor participa de vários conselhos tendo a avaliação como foco para promover a discussão do processo didático no âmbito de suas dimensões: ensinar, aprender, pesquisar e avaliar.

O Conselho de Classe é também um espaço interdisciplinar, uma vez que aglutina professores de diversos componentes curriculares, assumindo caráter deliberativo quando se refere ao processo didático. A avaliação desenvolvida ao longo do conselho de classe expressa os objetivos da escola como um todo e no interior da sala de aula como avaliação do processo didático.

O conselho de classe como instância coletiva de avaliação, como espaço da interdisciplinaridade e também um excelente lugar para o exercício da participação mediado pelo diálogo que visa ao envolvimento de todos no processo educativo da escola.

Anúncios

Uma resposta para “O Nascer de um Projeto Político Pedagógico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s