Galeria

Ruídos médicos em ambientes escolares.

O ambiente escolar em sua rotina tem interferências e interações que extrapolam a convivência aluno – família – escola. As demandas e funções que pretende-se repassar para a Escola gera questões no mínimo curiosas. Tarefas e serviços de apoio ao educando nem sempre são bem compreendidas.

Serviços de alimentação, fornecimento de materiais, uniformes e transporte escolar são ações que a Educação passou a desempenhar em paralelo às tradicionais ações pedagógicas. Interações e ações integradas Educação e Saúde passaram a ser comuns e se por um lado deixa a identidade da Escola em crise por outro mostra a importante necessidade de capilarização dos serviços de apoio á população.

No entanto algumas vezes existem exageros até mesmo por parte de profissionais de outras áreas e secretarias que de alguma forma se relacionam com a Educação. Um exemplo curioso é sobre o transporte escolar gratuito destinado inicialmente aos alunos que moravam distantes das Unidades Escolares, passaram com o tempo a ser destinados prioritariamente aos alunos com necessidades especiais, com locomoção reduzida. Muitas vezes alguns casos necessitam de laudos médicos que comprovem a necessidade especial da criança. Com a construção de novas Escolas muitos podem hoje estudar mais próximos de casa, algumas Escolas possuem salas menos lotadas, houve-se a extinção praticamente integral na capital do terceiro turno diurno. Ações que impactam positivamente na gestão administrativa e nas atividades pedagógicas.

Hospital das Clínicas créditos; HCFMUSP

Alguns casos, no entanto mostram certo desconhecimento, para não se dizer exagero, por parte dos médicos. Um caso que ilustra bem isso é recentemente um médico pediatra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo expedir um laudo dizendo que a criança necessitava estudar próximo de casa. O CID (código internacional de doenças) foi inclusive anotado junto da avaliação: J-45. O exagero, e intromissão na área de planejamento de demanda escolar, é que o CID anotado significa que a criança tem como doença asma, que isoladamente não caracteriza uma necessidade especial a ponto de exigir um laudo médico com a indicação que foi prescrita.

Corre-se o risco da banalização dos laudos e das reais necessidades uma vez que pode-se gerar instrumentos que burocratizem o planejamento e ações da escola ou mesmo produzam uma avalanche de solicitações que precisam serem verificadas tornando mais lentas as soluções e encaminhamentos tanto na Saúde quanto na Educação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s