Galeria

Sejamos democráticos

O resultado das urnas mostrou que a população elegeu Haddad para ser o prefeito da Capital. A festa de quem defendeu a candidatura do eleito é justa e válida.

Assisti o pronunciamento de Haddad e vi o seu discurso. Apoiei sim outra candidatura e reconheço o poder das urnas e a validade de seus resultados. São Paulo de Piratininga mostrou sua escolha e ela deve ser respeitada

O mais importante neste momento agora é sair do período da campanha eleitoral. Ela já terminou e agora o passo é acompanhar a transição de governo e defender a Cidade de São Paulo. Voltar para a vida cotidiana, o que não significa esquecer as ideias e posições de cada um. Mas sair da situação de enfrentamento como se o outro fosse inimigo por pensar diferente. O debate sempre é salutar. Mas o respeito é ainda mais importante para avançar o debate. O resultado dele deverá ser a melhoria constante das relações e da democracia.

Enquanto servidor público estou para primeiramente defender o atendimento do contribuinte. Como docente tenho minha atividade regulada não só pela legislação municipal, mas pela ética docente de quem olha o aluno como foco em seu trabalho. Não entro ou saio de eleições em busca de cargos profissionais. Isso o concurso público já me abriu o caminho. E deveria ser a práxis em todas as Cidades, Estados e União. Nomeação em cargo público somente o estritamente necessário e em gabinetes e não em Escolas, Diretorias de Ensino, Atividades cotidianas de Secretarias e Ministérios.

Desejo sucesso ao novo prefeito eleito da capital.

Cidade vista do alto do Edifício Martinelli, sede de algumas Secretarias Municipais

Anúncios

6 Respostas para “Sejamos democráticos

  1. Digamos que não tenha sido exatamente a “SãoPaulo de Piratininga”, pois esta elegeu o tucano com sessenta e tantos por cento. Aliás, a quem diga que seria democrático os prefeitos assumirem os bairros em que ganharam, já que há subprefeituras.
    Enfim, agora é jogar o jogo. A ordem é a participação popular, quem gostar de muvuca vai ter muito pra curtir nessa cidade.

  2. Vi um deputado petista, ontem na Cultura, lamento não me lembrar o nome dele, mas suas palavras foram de uma prepotência ímpar, disse que as gestões das subprefeituras iriam voltar a ter orçamento e poderes deliberadores. Insinuou que haverá salvo conduto para ocupação de áreas vazias, falou de famílias que foram desalojadas de favelas e que agora “vão dar trabalho” para serem reencontradas. Em suma, vão usar o povo pra atormentar o povo.

  3. E quem seria a São Paulo de Piratininga? Apenas a região central? Me poupe de seus comentários racistas!

    • Prof Christian

      A São Paulo de Piratininga é uma metonímia, uma figura de linguagem onde a intenção é citar não apenas a região central (neste caso citaria o Triângulo histórico, separando a parte do todo) mas a cidade de hoje e sua relação com o passado.

      É o mesmo quando denomino em outros momentos como Grande Santo Amaro faço inferências a fatos ou acontecimentos da/na região do antigo município paulista (Composto por diversos bairros da Zona Sul e cidades vizinhas hoje autônomas).

      Portanto a leitura não é bairrista como tenha talvez compreendido

  4. Christian, o que há em sua metonímia que a fez parecer racista? Essa conversa nem é sobre cotas! ô loco! mas por falar em história, parece que o bandeirantes possuiam escravos e eles todos capturavam, escravizavam e matavam índios, ou não? Alguém tem dúvida da participação do mulato brasileiro nesse espólio que foi o Brasil Colônia?
    Eu, pelo menos, quando ouvi cantar o galo sabia onde ele estava. Digo isso porque não foi claro se a admoestação dirigiu-se a mim ou a você.
    bjs e corra que o postinho vem ai! Feliz 2013!
    Hay que endurecerdes! Pero perder la piada jamás!

  5. Relendo seu texto percebo que o agravo era comigo. Ora! eu também estava me valendo da metonímia. Todavia, minha metonímia era análoga à essência da informação. Ele de fato, não ganhou na São Paulo de Piratininga e essa realidade não é bairrista. È cultural e aflitiva. Propaganda bem feita, vendendo produto ruim, emplaca onde a informação é pouca, portanto a capacidade de discernimento é prejudicada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s